segunda-feira, 3 de junho de 2013

10 razões para odiar futebol.


Estava garimpado pérolas na web, quanto encontrei este maravilhoso post do Victor Gouveia. Vejam como ele mostra a realidade do futebol brasileiro de uma forma inteligente, alegre e descontraída. Parabéns Victor, você é um herói.

Confira o post abaixo e participe com bons comentários. O Victor merece.


Por um infortúnio do destino, nascemos no “País das Maravilhas do Futebol” Crescemos ouvindo narrações de jogos, aprendendo as regras, entendendo a hermenêutica futebolística, louvando Pelé, odiando Argentinos, mandando o juiz pra putaqueopariu, torcendo pra algum time e fazendo silêncio sepucral na hora dos jogos.
Em um dado momento da minha vida me dei o direito de odiar futebol. E venho aqui, por meio deste livre espaço de expressão e divagação (minha), pra embasar econômico-político-sócio-culturalmente a minha maledicência contra tal esporte. Se ao fim desta argumentação você não concordar que pelo menos um destes itens é, de fato, muito irritante (mesmo aos mais fanáticos), passo a acompanhar o Brasileirão e torcer pelo XV de Piracicaba. Roxamente.

1. São onze marmanjos de um lado, onze marmanjos do outro, que deveriam fazer terapia em grupo por almejar coletivamente e de forma frustrada uma única e estapafúrdia pelota de couro amarrado cheia de ar. Não vejo POR ONDE isto pode ser interessante.

2. Enfiar a bola dentro de um buraco incontestavelmente grande não me parece nenhum feito a ser comemorado. Não fosse por ter uma mala tentando proteger até eu faria gols.

3. A torcida me irrita profundamente. As pessoas ficam bobas, brigam feito animais, choram feito crianças. São homens, mulheres, crianças, que torcem com TANTA emoção, que me dá náuseas. Alguém precisa apresentar coisas REALMENTE emocionantes para estas pessoas. Chama o Programa do Gugu, chama as revelações da Márcia Goldschmidt, manda a Vanusa cantar o hino, bota o Nelson Ned cantando frevo fantasiado de hawaiana, faz um trio do Emílio Santiago, Elymar Santos e Wando cantando Björk . Isto é emoção, minha gente.

4. Existem mil regras tolas pra deixar tudo mais difícil, e que depois serão pautas de programas de esportes que não acabam nunca, sempre com comentários inflamados e divagações desafortunadas de analfabetos funcionais. Pra quê tanta frescura? manda neguinho correr e fazer a parte dele e tá bom, pô.

5. 90 minutos é muito tempo. Vocês hão de convir comigo que com 90 minutos na mão, pode-se ver um filme, fazer sexo mais de uma vez, rodar o shopping, assistir o SuperPop inteiro, ler o Pequeno Príncipe, malhar pra cacete, escrever várisos Posts em um blog, e tentar ser um ser humano melhor. E os acréscimos, então? Tem piedade, ó Senhor.

6. Ter que aguentar toda Quarta e Domingo em TODOS OS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO os resultados dos jogos, quem sobe e quem desce na tabela do Brasileirão e as cagadas dos juízes. Pensa que se a expectativa de vida do brasileiro é de 78 anos, logo serão vividas aproximadamente 4368 semanas. Se a gente é obrigado a assistir este importúnio pelo menos duas vezes por semana, ao final de uma vida teremos suportado mais ou menos 8736 “Momentos de Resultados dos Jogos”. É muito mais do que quantas vezes você vai fazer sexo, por exemplo.

7. Aqueles fiudumasquenga dos jogadores e técnicos tem escolaridade de texugos, salários de Reis e discernimento de toupeiras. Vê o infeliz comentar a própria profissão dele, uma partida de futebol. Não sai nada! É o puro creme do milho verde academicista! É a estratosfera do pensamento. Você vai passar uns bons 18 anos dentro de uma instituição de ensino e NUNCA vai receber 1/47 avos do salário destes infelizes que não fazem nada além de correr atrás de um objeto esférico.

8. Você ter que amar futebol como condição de existência de sua brasilidade me irrita de um jeito, que me faz odiar mais ainda. Porra, nasci no Brasil, mas ninguém me obriga a amar Bossa Nova, nem Jorge Amado, nem Paulo Autran ou Villa Lobos. Sempre tive que responder à pergunta “Que time você torce” com uma vontade louca de responder outra coisa que suprimirei aqui por se tratar de vocabulário chulo demais para ser explicitado levianamente. Torço pra quem ganha, que assim nunca me decepciono.

9. Porque sou um perna-de-pau convicto, porque sempre fui o último a ser escolhido,porque sempre me botaram no gol ou na zaga, porque tomei um coice de uma chuteira de pinos metálicos que quase me deixa aleijado, porque nunca fiz um gol bonito, porque nunca me motivei de correr atrás de um objetivo vil e efêmero e porque dou zica pro time inteiro que sempre perde.

10. Galvão Bueno.

Por: Victor Gouveia, novembro de 2009

25 comentários:

  1. Acho que a última opção é a mais coerente entre todas, mas todas elas eu me identifico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor Edemerval Lacerda de Aguiar Sobrinho8 de junho de 2013 16:10

      EU NÃO SEI PARA QUE TANTA POLÊMICA ... NÃO GOSTA DE FUTEBOL .. FAZ IGUAL EU ... ASSISTE OUTRA COISA NA TV POR ASSINATURA ...

      Excluir
  2. tenho uma notícia pra te dar: parecia eu escrevendo ese texto.. votecontar viu! não sei kem foi o gênio ke inventou esa merda de futebol e gostaria ke tivesse vivo pra ke eu pudesse ter o prazer d matar o infeliz... pior ke isso,só sendo obrigado a ter ke viver o resto da vida aki nesse país cm o resto tudo de porcaria ke só aki existe....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que este texto sem graça é seu comentário cheio de erros de português e esta maneira ridícula de escrever tudo abreviado. Maldita inclusão digital.

      Excluir
    2. vc é um imbecil se ainda não sabe ke se escreve de maneira abreviada na net.. vaiver é mais um deses idiotas ke adora futebol e não tem mais oke fazer né... aceita a opinião dos outros seu jumento,e talvez adkira um pouco de cultura..

      Excluir
  3. Nossa, concordei tanto com o que você disse que me deu câncer. Porra! EU ODEIO FUTEBOL! Nunca concordei tanto com alguém.

    ResponderExcluir
  4. eu sei,o blog e seu vc comenta oque quiser,e que tambem pensou na alternativa de responder "se nao gostou nao leia"ou algo do tipo,mas so tenho uma afirmação e uma pergunta...vc não gosta porque não sabe jogar,se soubesse vc gostaria,e,vc não acha que seria meio estranho um mundo sem futebol?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque um mundo sem futebol seria estranho? Não entendi. Pra mim seria um mundo com programação de TV no domingo e quarta diferentes, nada mais.

      Excluir
  5. Odeio futebol e a maioria dos torcedores são uns ignorantes fanáticos que se comportam feito doentes mentais que chega a dar vergonha alheia.

    ResponderExcluir
  6. Um dos posts mais idiotas que li na vida... Ainda bem que não perdi tempo lendo os ítens por inteiro. Só o começo já dava idéia do que vinha pela frente. Amigo, se você não gosta de futebol, não gosta de esporte algum, pois todos os esportes envolvem emoção e torcida. Até em um campeonato de bocha vão existir os mais fanáticos. A sensação do ganhar me parece que é algo que você nunca sentiu... Só por isso já sinto pena de você!!! Mas todas as opiniões são válidas! Boa sorte na hora de competir por alguma coisa.

    ResponderExcluir
  7. Por isso não assisto Globo Esporte e me recuso a almoçar onde a TV fica ligada na Band ao meio dia!

    ResponderExcluir
  8. um mundo sem extrema valorização do futebol seria muito melhor, com certeza toda fortuna investida nesse esporte poderia ser investido em saúde, educação... e o tempo que as pessoas gastam assistindo jogos e brigando por times poderia ser investidos em atividades mais enriquecedoras pro corpo e pra alma...
    super salários de jogadores e super investimentos em campos para copa só mostram o atraso mental do povo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Então é o futebol que impede que o dinheiro vá para a educação, saúde, etc? Muita ingenuidade sua =D
      Achei o texto bastante exagerado, extremista, mas fazer o quê? É opinião e quando a isso, não se discute, mesmo que não concorde, eu respeito. rs.

      Excluir
  9. Nossa, quanta merda junta.

    ResponderExcluir
  10. 1- Se reduzir-mos tudo no mundo a esse nível então torna-mos qq coisa estúpida, o atletismo não passaria de uns "tontinhos" a correr por aí, a natação não passaria de umas crianças a chapinhar na água... sei lá... o xadrez não passaria de uns geeks a brincar com bonequinhos... Afinal é fácil reduzir a coisa mais interessante ao ponto simples e ridículo. Será que o futebol é muito mais do que isso?

    2- "Não fosse por ter uma mala tentando proteger até eu faria gols." Nope, ele não faria, sabem porquê? Ponto nº 9... :p

    3- Concordo com a loucura do adepto, principalmente quando se fala de violência. Muitos usam o futebol para eliminar a frustração e o stress do dia-a-dia em cima dos outros. No entanto questionar a paixão pelo jogo!!??? Bah, mais parece o "forever alone" a criticar o amor... quando não se tem, não se sente, não se compreende então os outros estão errados.

    4- ?? Então mas... no ponto anterior o autor criticava a falta de cultura de quem gosta de futebol e neste ponto diz que um jogo tão simples como o futebol está cheio de "regras tolas para deixar tudo mais difícil"??? Quer dizer portanto que quem as entende é analfabeto mas o autor que não as entende é com certeza um génio, será isso? Hum! Estranho ângulo...

    5- "90 minutos é muito tempo". Só se a minha equipa estiver a ganhar:p

    6- "Ter que aguentar..."!!??? Mas no ponto anterior não era revelado que os 90 min. dariam para fazer sexo mais que 2x... então o autor que aproveite, ainda consegue bater o recorde de 8736... ah! espere, para isso é preciso companheira... será que é esse realmente o problema para TER QUE AGUENTAR com os ditos programas?????

    7- Ridícula a 1ª parte quando se fala na escolaridade dos jogadores, pensei que fossem todos doutores e engenheiros, afinal eles compreendem aquelas regras esquisitas... Já a 2ª parte, quanto ao salário elevado dos jogadores concordo plenamente, em primeiro lugar é preciso dizer que esse salário não chega a todos, por cada um que ganha milhões existem uns 100 que perderam estudos, trabalho, uma vida, para se dedicar a um desporto que não lhes deu nada. No entanto alguns salários são quase "pornográficos". Eu, que tenho curso superior, até há bem pouco tempo tive que lutar contra o desemprego e agora o ordenado nem chega para pagar uma hora de um CR7 ou Messi, Ibrahimovic, etc... A verdade é que, infelizmente, nem eu nem um médico a salvar uma vida conseguimos ter um estádio cheio a pagar para nos ver a praticar a nossa profissão.

    8- Óbvio, a liberdade é uma coisa linda mas a resposta "Torço pra quem ganha, que assim nunca me decepciono." é deveras triste, qual será o problema de responder que não gosta de futebol...?

    9 e 10- No comments.


    OBS: Não tenho nada contra as pessoas que não gostam de futebol e respeito a crítica se ela for fundada e correcta, por exemplo, falem da corrupção no desporto, nos ordenados, do doping, da violência, etc. Mas desta forma tão brejeira e idiota (desculpem mas de forma "inteligente, alegre e descontraída" este texto não tem nada) simplesmente não passa do ridículo.

    ResponderExcluir
  11. Não devemos criticar os torcedores de futebol, vamos precisar sempre de mão de obra barata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To precisando reformar a casa. Se algum torcedor aí tiver referencias e pelo menos o 1º grau completo, tá contratado.

      Excluir
  12. Recalque de quem não consegue jogar.

    ResponderExcluir
  13. Muitas verdades juntas. Algumas exageradas, mas sempre proveitosas. Mas Deus nos brindou com as TVs por assinatura e desde a invenção dessa maravilha, não sei o que é futebol. Amém. A última coisa que ouvi falar de futebol, foi que um tal timezinho aí que era o único que não tinha uma tal de "libertadores" finalmente conseguiu a dita cuja.

    ResponderExcluir
  14. Politica de pão e circo, digo, futebol! Brasileiro vira a atenção para ver futebol e esquece de Brasília ^^..

    ResponderExcluir
  15. Toda e qualquer atividade pode ser vista de vários modos, você pode transformar uma experiência fenomenal como visitar as pirâmides do Egito como algo chato e entediante, basta citar as dificuldades de andar por um lugar seco, quente sem vida, cavalgar em um camelo fedido para ver montanhas de pedras, ou o contrário, pode dizer que o simples fato de um beija-flor pairar é algo simplesmente maravilhoso!!!! Tudo está no olho de quem vê. Se vc morasse nos EUA iria criticar o basquete, se morasse na África do Sul iria criticar o Criket, na Alemanha criticaria o automobilismo etc... Pra quem gosta de futebol, tudo o que este texto diz é patético. O pseudo intelectual é aquele que se esconde atrás de um estilo de vida estranho e incomum, que gosta de coisas diferentes do popular apenas pra dizer que é "diferente" pois usa roupas fora de moda, cheira cigarro, tem uma barba nojenta e fala de coisas que o popular não conhece. O verdadeiro intelectual sabe entender o mundo em que vive e tenta aproveitar o máximo dele, o verdadeiro intelectual sabe a razão pela qual as pessoas gostam de esportes coletivos, sabe entender a cultura local e participa dela. O pseudo intelectual critica o popular, pois se acha um ser superior, o verdadeiro intelectual sabe enxergar a poesia em um puteiro!!!!! Gosto muito de futebol, sou são paulino fanático e não enxergo o futebol com tanto desdém!!! Aliás tento enxergar tudo de uma forma "intelectual".

    ResponderExcluir
  16. Se ao menos substituíssem o futebol por algo mais útil, o problema é que quando é para alterar algo essa gente só altera para pior

    ResponderExcluir